Início » Todos os posts » Sexualidade » Transar no escuro é melhor?

Transar no escuro é melhor?

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Transar no escuro é um assunto que rende artigo e até letra de música, como a do Charlie Brown Jr., que diz assim: “O bom é ver o que se faz, mas ela gosta de transar no escuro. No escuro a coisa ferve mais…”. Será?

Quando as luzes são apagadas, muitos perdem a vergonha, a censura, o receio de mostrar o que acham que não está bom, etc. Geralmente, as mulheres têm mais preocupações que os homens neste sentido.

Tem gente que gosta muito de sexo, mas não consegue permitir que o parceiro (a) veja cada detalhe de seu corpo. Então, o jeito é ficar no escuro para aproveitar a intimidade.

Existe um senso comum de que homem prefere luz acesa e mulher gosta de meia-luz ou escuridão total na hora do sexo. E que transar com luz apagada para eles é tão brochante quanto a tal da calcinha bege.

Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Agência RBS
Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Agência RBS

Acredite: há meninos que se ofendem quando suas amadas pedem para transar no escuro. Como se eles estivessem ali só pelo corpo e, na hipótese de achar uma gordurinha ou outra, sairiam correndo como o diabo foge da cruz.

Foi meio dramático isso, admito. Mas precisava de um exemplo. E não deixa de ter um fundo de verdade. Como se nada mais que a perfeição fosse admitida e tudo o que estivesse fora do “padrão” precisasse ser coberto com um lençol ou com a penumbra.

Até entendo o nível de pressão que é “concorrer” com mulheres siliconadas gostosonas ou algo assim.

E quem não está enquadrada no padrão de magreza ou tônus muscular, faz o quê? Transa no escuro? Não faz mais sexo?

Quem está acima ou abaixo do suposto padrão ideal e tem inseguranças (mas quem não tem?), deixa de namorar, transar?

De repente, parece que muitos vivem na expectativa de uma superprodução cinematográfica, um filme no qual tudo é calculado, esteticamente planejado; cada ângulo, a luz, a pose que favorece mais, blablablá. E as atrizes, claro, não têm nada fora do lugar.

Mas a realidade é mostrar as curvas em alta definição, sem direito a Photoshop.

E, pense bem, se o seu o namorado ou marido já trocou caricias e mais caricias com você de luz acesa, enxergando e sentindo exatamente o que tem ali enquanto está com roupa, para que transar no escuro?

E aquelas cenas e provocações picantes entre vocês, vestidos, com luz acesa e tudo? Cada beijo, pegada, apalpada, olhadinha por dentro da lingerie, por acaso, não mostravam a realidade? E vocês se divertiam, não se divertiam?

Não se iluda! Seu parceiro, antes mesmo de tirar toda a sua roupa, já viu muito mais do que você imagina.

A diva Sophia Loren disse que “sex appeal é 50% o que você tem e 50% o que as pessoas acham que você tem”. Concordo.

E se várias mulheres deixassem suas inseguranças de lado e olhassem seus corpos de forma positiva, ficariam mais relax, bonitas, bem-humoradas e atraentes. Com holofotes acessos, se fosse preciso.

Dizem que os homens são essencialmente visuais. Por outro lado, sei que há mulheres que acreditam que transar no escuro é mais aconchegante e romântico. Como sei, também, que os papeis podem ser invertidos e que os tempos e comportamentos mudam.

Cada um tem seu gosto e gozo. Mas pode ser sexy e estimulante permitir observar vários detalhes delicados, bonitos e excitantes, como aquele sorrisinho de canto de boca, a mordidinha no lábio, olhares, enfim, o que se vê no claro.

E você? Prefere transar no escuro?

Até o próximo artigo!


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

2 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *