Início » Sexualidade » Sexo no primeiro encontro: devo ou não fazer?

Sexo no primeiro encontro: devo ou não fazer?

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sexo-no-primeiro-encontro

O tema divide opiniões. De um lado, os que pensam que é ok ir para cama no primeiro encontro, que os tempos mudaram; de outro, os que defendem com todas as forças que o sexo é algo que NUNCA deve ser feito logo de cara.

Minha ideia aqui não é tomar partido de A ou B, mas levantar alguns pontos a respeito do tema, como por exemplo:

• O jantar pode ter sido agradável, bateu aquela química na conversa, nos olhares e nos carinhos. Mas isso não quer dizer que entre quatro paredes tudo funcionará às mil maravilhas.

Sexo no primeiro encontro, acredite, pode ser meio confuso, até estranho. O motivo é bastante simples: vocês não têm a tal da intimidade. Fato.

Leia também: SEXO SEGURO: COMO TRANSAR SEM CORRER RISCO DE DST

• Existe a possibilidade de um dos dois, ou o casal, agir como se estivesse atuando em algum filme para adultos (e da pior qualidade). Com mais caras, bocas, sons exagerados e movimentos calculados – e sintonia zero.

Ou seja, é capaz de demorar um pouco para vocês acertarem o ritmo juntos.

• Por outro lado, transar na primeira saída pode ser ótimo também. Uma das razões é que você não é obrigado a agradar a ninguém, simplesmente relaxa e aproveita. Fora a química, o tesão, etc.

• Quem decide deixar rolar o sexo no primeiro contato com o novo parceiro deve estar preparado (a) para não receber o telefonema do dia seguinte. Ele é opcional, neste caso.

Afinal, duas pessoas resolveram aproveitar bons momentos, têm o mesmo objetivo: buscar prazer. E não há nada de errado em querer se divertir um pouco. Isso vale para homens e mulheres!

• Considere que, mesmo transando sem qualquer promessa, sinal de continuidade, algumas pessoas – especialmente as do sexo feminino – podem criar certas expectativas.

Principalmente se a afinidade aconteceu do começo ao fim do encontro – antes, durante e depois da relação.

Mas, verdade seja dita: tudo geralmente não passa de uma noite e nada mais. O que não significa que a regra não possa ter exceção. Na dúvida, é melhor seguir a vida normalmente, sem pensar muito a respeito…

Boca-beijando-o-corpo

• Sempre vai pintar a pergunta: dormir ou não na casa da pessoa? Isso se vocês não optarem pelo motel, é claro… E ainda: e se o parceiro quiser dormir de conchinha? Sim, pode acontecer!

• Por mais que os comportamentos possam trazer questões a serem resolvidas na hora ou depois, uma coisa é certa: camisinha SEMPRE! Não dá para esquecer a proteção ao fazer sexo no primeiro encontro – e mesmo que aconteça o segundo, o terceiro, o quarto, etc.

Leia também: SEXO: EXISTE MOMENTO IDEAL PARA COMEÇAR A PRATICAR?

• Com respeito, segurança e consentimento, vale-tudo durante a primeira relação sexual entre duas pessoas que acabaram de se conhecer. Ah! Sem peso na consciência por transar rápido assim.

• Sexo no primeiro encontro quer dizer que você faz o que quer e na hora que sentir vontade. Isto é, você dita as próprias regras e aproveita o que tiver que viver naquele momento, sem dar bola para as convenções ou padrões.

• Para alguns rapazes, sexo no primeiro encontro não determina se eles namorariam ou não a garota – eles ficam atentos à outras atitudes, que seriam percebidas já na saída inicial com ela.

• Apesar das mudanças, o sexo no primeiro encontro ainda é um problema, algo mais delicado para as mulheres. A cultura brasileira ainda valoriza aspectos considerados machistas.

Se a garota demonstra ser aberta à possibilidade, pode não ser vista com bons olhos. Ou seja, apesar de determinados segmentos sociais seguirem padrões variados, os do tempo de nossos avós continuam valendo.

Sexo no primeiro encontro, devo ou não? É proibido? Não. Mas cabe à cada pessoa decidir o que fazer com o próprio corpo – e as emoções e sentimentos que surgirem depois.

Até o próximo artigo!


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Fazer comentário

Clique aqui para postar um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

História de amor

Acompanhe nossas dicas!