Início » Conquista » O que não se deve fazer no primeiro encontro

O que não se deve fazer no primeiro encontro

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Ansiedade, frio na barriga, vontade de agradar e dúvidas sobre o outro. Uma mistura que faz das primeiras horas de contato com o novo pretendente uma verdadeira montanha-russa de emoções.

Para facilitar a sua vida (e o seu sucesso, é claro), hoje eu trago dicas sobre o que não se deve fazer no primeiro encontro. Dá uma olhada nos principais erros que costumamos cometer:

Checar o celular

Deixei este tópico para o primeiro da lista porque não está fácil para ninguém conversar pessoalmente com a concorrência dos aparelhinhos.

O que não fazer no primeiro encontro

Nada contra a tecnologia, mas checar e-mails ou mensagens o tempo todo é uma péssima atitude – e não somente no primeiro encontro. Se tiver esperando algum contato ou resposta urgente, explique educadamente a outra pessoa o motivo de eventualmente precisar conferir o telefone.

Mas não abuse da paciência alheia. Afinal, aquela pessoa deixou algum compromisso de lado para dar atenção a você. Seja educado!

Negativismo

A conexão entre duas pessoas depende de uma boa conversa, da descoberta de gostos e assuntos em comum. Por isso, evite pontos de choque; direcione seu bate-papo para os temas agradáveis para ambos. Não é hora de levantar polêmicas e, sim, de criar um encontro animador.

Por exemplo: ela gosta de uma banda que você simplesmente odeia? Disfarce, mude o rumo da conversa. Em vez de cortar o diálogo com uma negativa, que tal falar de um estilo musical em geral?

Doenças, problemas pessoais e financeiros, brigas, tragédias, política e religião. Nada disso é bem-vindo no primeiro encontro. Deixe um clima positivo no ar! As conversas mais profundas podem esperar.

Falar loucamente e reclamar da vida

muita calma nessa hora! Sabe aquela pessoa que parece nem respirar, de tão rápido que emenda uma palavra após a outra? Não cometa esse erro, de preferência em encontro nenhum, muito menos no primeiro. Do contrário, poderá ser o primeiro e único com o pretendente. Deixe o outro se colocar caso queira realmente segurá-lo.

Outra coisa que ninguém merece é ficar frente a frente com alguém que só reclama, e ainda se faz de vítima o tempo todo.

Perguntas banais e silêncio

Assim como o excesso de palavras, pausas longas demais na conversa não são nada confortáveis quando as pessoas ainda não se conhecem bem.

Uma dica é ter sempre na manga um assunto ligado a atividades de lazer, e ser criativo (a) ao criar diálogos.

Para fugir de respostas monossilábicas como “sim” e “não”, em vez do óbvio “você gosta de cinema?” pergunte, por exemplo, qual o filme mais divertido ou o melhor que já assistiu. Ou seja, aposte em perguntas abertas.

Blasé além da conta

Tanto o excesso de ansiedade quanto o estilo blasé não causa boa impressão. Para seduzir, é necessário ter autoconfiança, segurança, bom humor e generosidade. Portanto, fuja daquela postura rígida, moralista e insegura. Prefira um tom mais pessoal para gerar confiança mútua, incluindo um toque sutil de demonstração de sonhos, ambições e experiências.

Ok, eu explico melhor: é sutil porque não pode assustar o pretendente logo de cara falando sobre casamento, filhos etc. Aliás, esse é um clássico do que não se deve fazer no primeiro encontro…

Mas não custa nada lembrar que uma coisa é sinalizar o interesse por um compromisso com alguém; outra é afugentar o possível futuro parceiro contando como está louco (a) por um novo amor. Os mais medrosos não costumam voltar…

Com as dicas sobre o que não se deve fazer no primeiro encontro, seu manual de sedução certamente não será mais o mesmo. E os seus resultados também não.

Não espere mais pelo acaso ou coincidências na hora da conquista. Use a cabeça e lembre-se que a primeira impressão fica – e como fica!

Sucesso, e até breve!


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
História de amor

Acompanhe nossas dicas!