Início » Todos os posts » Dicas de Relacionamento » Namoro: 4 coisas que não te contam a respeito

Namoro: 4 coisas que não te contam a respeito

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Se você sempre teve ficantes ou peguetes, mas de uns tempos para cá anda sonhando em encontrar a tal alma gêmea, saiba que nem tudo é perfeito nos relacionamentos sérios.

Não quero jogar um balde de água fria no seu entusiasmo, porém, eu trago hoje uma lista com 4 coisas que não ter contam sobre estar namorando firme. Confira:

Foto: Pexels/CCBY
Foto: Pexels/CCBY

• Altos e baixos – você achou “a pessoa” e a vida, dali em diante, será ok, zona de conforto total, adeus montanha-russa emocional, certo? Lamento, mas não é bem assim que a banda toca.

Namorar tem altos e baixos, assim como a vida de solteiro. Só que em vez de lidar com suas questões de solteirice ou, no máximo, tentar entender os motivos do sumiço do bonitão ou da gata, entra em cena o (a) namô e seus dramas.

Sim, namorado (a) também traz um pacote de sentimentos, sensações e pensamentos confusos. E, de vez em quando, provoca até uma certa saudade da liberdade.

• Era uma vez uma “amiga”…

Mas pode ser também uma prima problemática do gato. Sim, toda mulher, mais cedo ou mais tarde, acaba passando por isso. Ter que encarar – e dar um chega para lá – naquela criatura grudenta que sempre foi apaixonada por ele.

Praticamente ninguém escapa dessa. E aí, já viu: é briga, ciúme, desconfiança, atritos, xiiiiii, um climão. O jeito é ir com muita paciência para não abalar demais as estruturas do seu relacionamento ou causar uma antipatia na família dele (quando se tratar da priminha querida).

A situação é complicada, mas não é impossível de resolver. O principal conselho é ter uma conversa franca com o bofe; não deixar que as coisas saiam do controle ou magoem demais o bonitão.

Porém, é fundamental cobrar uma atitude do seu namorado, pois a prima ou amiga dele só terá liberdade de interferir na relação se ele permitir, concorda?

• Namorar pode sair caro – os gastos vão muito além dos presentinhos de namoro, Natal, aniversário, Páscoa, mimo para a sogra, etc. Basta colocar na ponta do lápis os passeios, lanches, jantares, cinema, almoço, praia e muito mais!

Por isso, tenha em mente que tudo isso vai fazer parte dos seus gastos mensais. E se não houver controle, rapidinho você estar falido (a). Tenha controle e combine tudo com o parceiro (a) para não estourar seu orçamento.

• Bye-bye, romantismo

Sabe aquelas mensagens de fazer suspirar que ele enviava antes de assumir o relacionamento? Pois é… sinto muito, mas uma das coisas que não te contam a respeito de namoro é que o romantismo acaba – ou, no mínimo, diminui com força.

O tempo e a intimidade não trazem só coisas boas, infelizmente; e fazem as pessoas esquecerem de certos cuidados com as outras e com a relação em si.

Geralmente, entre os mais jovens, o conto de fadas costuma durar um pouco mais. No entanto, entre os mais maduros, o romantismo costuma se limitar às datas comemorativas, e olhe lá.

Quem namora entende bem do que falei aqui. E em alguns casos se soubesse que era assim, nem teria “descido para o play”, já que a brincadeira não seria fácil… Ou seja, teria desistido de namorar… Será?

Acredito que não, afinal, “tudo vale a pena…”, como dizia o poeta. Mas fica aí a pergunta para toda a vez que surgir uma pontinha de dúvida sobre o tema.

Botar prós e contras na balança é quase sempre a melhor resposta sobre namoro e outras situações.

Namoro é cheio de escolhas, inclusive sobre que decisão tomar quando você descobre as tais coisas que não te contaram a respeito. Como hoje, por exemplo…

Mas, por favor, não desanime! O objetivo aqui não é esse. E acredite: apesar de tudo, namorar é muito bom. Ter a pessoa que você gosta ao seu lado faz bem, principalmente nos momentos tristes ou de dificuldades.

Boa sorte e até o próximo artigo!


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Fazer comentário

Clique aqui para postar um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *