Início » Todos os posts » Sexualidade » Namorado goza muito rápido: Como evitar a ejaculação precoce

Namorado goza muito rápido: Como evitar a ejaculação precoce

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Homens e mulheres têm ritmos diferentes quando o assunto é sexo. Imagine, então, quando o namorado goza muito rápido… Aí é que o descompasso aumenta. Mas será que o problema tem solução? Veja isso e muito mais nos próximos parágrafos.

A ejaculação precoce é aquela que acontece logo depois da penetração do pênis – em alguns casos até antes, bastando a mulher tirar a roupa, por exemplo.

Ejaculação precoce: Namorado goza muito rápido

O homem não tem controle sobre o distúrbio, que se repete várias e várias vezes. Ou seja, para ser considerado ejaculação precoce, o episódio no qual o namorado goza rápido demais deve acontecer com frequência – no mínimo, em 50% das relações.

A ansiedade é apontada como a principal causa da ejaculação rápida demais. Quando ela não é controlada durante o ato sexual, acaba apressando o organismo. A maior parte dos ejaculadores precoces é ansiosa.

Existe um agravante: quanto mais ocorrências do problema, mais ansiedade. Portanto, doses extras de adrenalina são lançadas na corrente sanguínea, tornando o distúrbio mais difícil de solucionar. Alguns homens chegam a desenvolver disfunção erétil em consequência dele.

Na adolescência, é bastante comum o namorado gozar rapidinho, pela falta de experiência, por receio de não agradar a parceira ou medo que alguém apareça, entre outros fatores. Com isso, a ansiedade faz com que a ejaculação ocorra antes do esperado.

Mas, normalmente, o desconforto vai desaparecendo com o tempo e a superação dos obstáculos.

Passada essa fase, isto é, na vida adulta, algumas doenças neurológicas podem estar por trás da ejaculação precoce. No entanto, não há comprovação de nenhuma teoria ligadas às suas causas orgânicas.

Homens de todas as idades que, por alguma razão, tornaram-se mais ansiosos também podem desenvolver a chamada ejaculação precoce secundária, mesmo com histórico de tempo de ejaculação normal ao longo da vida.

Fatores de risco para a ejaculação precoce

Além da ansiedade, veja mais fatores psicológicos e biológicos que podem estar envolvidos:

  • Atividade irregular do sistema ejaculatório
  • Sequelas no sistema nervoso provocadas por cirurgias ou traumas.
  • Disfunção erétil (o homem pode ejacular antes do tempo quando há dificuldade em ter ou manter uma ereção, assim como medo de perder a potência durante o ato sexual)
  • Problemas na tireoide
  • Fatores genéticos
  • Doenças na próstata e na uretra
  • Níveis de neurotransmissores e de hormônios acima do normal
  • O uso de alguns medicamentos (psicotrópicos, por exemplo)
  • Problemas de relacionamento

Dicas para evitar o excesso de ansiedade e a ejaculação prematura

  • Praticar atividades físicas que aliviem a tensão muscular. Por exemplo: alongamento, ioga, entre outras.
  • Deixar a parceira fazer uma massagem no corpo todo, prestando atenção às sensações que os toques provocam – ansiedade e alívio. A dica para reduzir a ansiedade é aprender a lidar com a exposição do corpo, sua vulnerabilidade.
  • Fazer os exercícios de Kegel, contraindo o músculo pubococígeo. Eles são importantes para os homens também. Converse com seu médico a respeito das técnicas.
  • Masturbação – auxilia no melhor controle da ejaculação. Treinar até chegar no limite do gozo e, em seguida, parar a estimulação.

É uma forma de mostrar ao corpo e à mente como prolongar a etapa da excitação, além de elevar a autoconfiança. Essa técnica vale durante o sexo oral também.

  • Fugir dos cremes que prometem diminuir a sensibilidade durante o sexo, porque eles atrapalham o prazer e não resolvem o problema.
  • Posições sexuais que minimizem a tensão, deixando a parceira por cima, são mais recomendadas para diminuir a velocidade da ejaculação.

Se o seu namorado goza muito rápido, saiba que ele não é o único. Um em cada três homens apresentam a dificuldade de segurar a ejaculação. Espero que as dicas de hoje possam ajudar!

Consulte sempre seu médico.

Até breve!


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Fazer comentário

Clique aqui para postar um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

História de amor

Acompanhe nossas dicas!