Início » Todos os posts » Dicas de Relacionamento » Friendzone: saiba como evitar e não perder a paquera

Friendzone: saiba como evitar e não perder a paquera

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Tudo bem que o coração do outro ninguém comanda. Mas, quando a gente pode dar uma forcinha para impedir que a relação fique só na amizade, não custa nada tentar, ok? Veja como evitar a friendzone:

  • Fuja do estereótipo de bonzinho (a) – em geral, quem cai na zona de amizade faz parte do time do “bom rapaz” ou da “boa moça”.

Não é que você tenha que sair por aí tocando o terror. Nada disso! Apenas aprenda a priorizar – e comunicar – suas próprias necessidades, em vez de promover somente o conforto emocional dos outros.

Por exemplo: se estiver atraído por alguém, que tal deixar de lado essa história de não “pressionar” a outra pessoa sobre começar um relacionamento ou estragar a amizade?

  • Expresse seu interesse – dê o primeiro passo. Os sentimentos dos outros não são mais importantes que os seus. Busque o equilíbrio.

Lembre-se que ao agir como se suas emoções e pensamentos não importassem você está comunicando exatamente isso ao mundo, ainda que inconscientemente.

Resultado: além de cair com frequência na friendzone, você provavelmente dará a impressão de que não confia em si próprio, que tem baixa autoestima.

Foto: Pixabay/CCBY
Foto: Pixabay/CCBY
  • Seja mais independente – provavelmente, um dos motivos de você estar interessado (a) nessa pessoa e ela estar colocando você na zona de amizade é o fato de você enviar sinais de que deseja urgentemente estar em um relacionamento.

Perecer desesperado (a) não combina nem um pouco com poder de conquista. Vamos combinar…

Então, não apresse as coisas emocionalmente falando. Segure a ansiedade – ela pode inclusive levar a outro erro bastante comum: colocar o alvo da paixão em um pedestal.

Tudo porque você está tão preso (a) à ideia de uma relação que logo acredita com todas as forças que a pessoa é perfeita. Aí é friendzone na certa!

Analise sua dependência em relação ao gato (a) e saiba que não é o fim do mundo se ele (a) não quiser você. Relaxe e pare de tratar essa história platônica como seu fosse o último possível encontro da sua vida.

  • Tenha em mente as diferenças entre amizade e relacionamento amoroso.

É até compreensível que você busque uma ligação direta entre grande amizade e um amor, com acréscimo de intimidade física, e que, por isso, esteja esperando que a tal atração ou química surja a qualquer instante entre vocês.

Mas nem todos pensam assim. E possivelmente seu pretendente também não enxerga os relacionamentos desse jeito. Ou seja, ele (a) provavelmente faz uma distinção maior entre amigo e parceiro amoroso do que você.

Foto: Pixabay/CCBY
Foto: Pixabay/CCBY
  • Quebre a barreira do toque – a maneira com a qual tocamos alguém é, para muitos, o grande diferencial entre amizade e relação amorosa. E sim, existem formas românticas e platônicas de tocar uma pessoa.

O limite entre uma coisa e outra muda de pessoa para pessoa. E só tem um caminho para saber: tocando, saindo da paralisia que emperra o setor amoroso pelo simples medo de tentar.

Suas intenções podem ser boas ao ter receio de tocar alguém de modo errado, mas é preciso assumir pequenos riscos, deixar a hesitação de lado.

Quer evitar realmente a friendzone? Experimente tocar suavemente o cabelo, as mãos, os ombros, costas ou tornozelos da outra pessoa, em vez de sempre esperar que ele (a) tome uma iniciativa. Se o seu amor não gostar, com certeza você ficará sabendo.

O importante é enviar uma mensagem. E, nesse caso, significa que você considera o outro (a) atraente, além de demonstrar que você tem autoconfiança. Duas coisas que, sem dúvida, são capazes de deixar alguém mais interessado em você.

Partiu testar as dicas de hoje! Boa sorte e até o próximo artigo!


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Fazer comentário

Clique aqui para postar um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

História de amor

Acompanhe nossas dicas!