Início » Todos os posts » Dicas de Relacionamento » Dormir de conchinha: O que eles e elas pensam

Dormir de conchinha: O que eles e elas pensam

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Tem gente que não gosta; tem gente que não vive sem… Dormir de conchinha é um clássico nos compromissos mais sérios, uma forma de aumentar a intimidade.

Para elas, representa o aconchego emocional, a proteção e a demonstração de envolvimento; para eles, pode causar dormência no braço ou ser aquela encostadinha básica para começar a esquentar o clima.

dormir-de-conchinha

Ou seja, o que para uns (ou umas) é dormir mesmo, para outros é desconforto ou, já que não dá para dormir de verdade, o início da diversão…

Existem inclusive pesquisas que analisam a forma como os casais dormem. No caso da famosa conchinha, quando o homem abraça a mulher por trás, “demonstra que um se importa com o outro, mas ambos percebem que a vida está longe do ideal”.

O estudo, feito com mais de 1 mil pessoas, foi orientado pelo psicólogo Richard Wiseman, da Universidade de Hertfordshire, na Inglaterra.

Então, chega a hora de deitar com seu amor e você pensa: “Ah, vamos dormir grudadinhos, que delícia! ”… E é tudo tão perfeito e agradável nos filmes, que fica fácil acreditar que todos pensam assim. Mas, sem querer ser um desmancha prazer de ninguém, a vida real é diferente.

Não é que eles não gostem de abraçar a namorada ou esposa, mas precisam de espaço para dormir. E quando os braços deles são compridos… xiiiii….

Também não é impossível encontrar homens que curtam descansar assim. Mas em geral:

  • É incômodo; o braço fica dolorido ao permanecer na mesma posição. E nem precisa ser a noite toda, bastam alguns minutos.
  • Para dormir mesmo, nem pensar! Mas não há problema nenhum antes de adormecer ou assistindo a um filme.
  • O cabelo dela na cara também complica um pouco o sono, por mais macio e cheiroso que seja. Porém, ficar com a pessoa amada assim por um tempinho é gostoso.
  • O braço dele fica dormente e ela, mesmo que sinta segurança nos braços dele, acaba ficando incomodada depois de um certo tempo. Cá entre nós, vai dizer que não?
  • Quando a excitação masculina surge ao dormir de conchinha, mas para ela está na hora de dormir de verdade, é um problemão… Aí o rapaz tem que se contentar com, no máximo, adormecer fazendo uma carícia nos seios ou coisa parecida. Se conseguir dormir, não é?
  • Ou seja, para eles, ficar colado um no outro assim vale mais a pena se tiver chance de rolar sexo.
  • Muitos optam pela namorada abraçar – em vez do contrário. Assim, conseguem até dormir mais tranquilamente. Aliás, meninas, os que normalmente ficam do lado de fora da concha também gostam de ser abraçados por trás de vez em quando, ok?

Dormir ou não; de conchinha ou separados; dormir em camas diferentes. Cada casal pode adaptar regras e criar formas de conviver melhor, inclusive na hora de repor as energias para começar um novo dia com muita disposição.

Ao dormir de conchinha, o importante é decidir quem é quem, isto é, quem fica do lado de dentro e quem fica do lado de fora. E existem variações no modelo que podem reduzir os desconfortos para ambas as partes – principalmente para eles.

Uma coisa é certa: quando seu namô, noivo ou marido não quiser dormir de conchinha, não pense que ele não gosta de você. Lembre-se que a posição é incômoda para ele se realizada por longos períodos. Agora, se você também não quiser dormir exatamente, é outra história…

Até breve!


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Fazer comentário

Clique aqui para postar um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *