Início » Sexualidade » Como fazer a chuca: Técnicas para um sexo anal mais prazeroso

Como fazer a chuca: Técnicas para um sexo anal mais prazeroso

Compartilhe!
  • 5
  •  
  •  
  •  
  •  
    5
    Shares

A famosa chuca – de nome técnico enema – nada mais é que a lavagem retal anterior à prática de sexo anal para garantir uma relação mais limpa e sem surpresas desagradáveis.

Existe certa polêmica sobre fazer ou não a chuca, mas o fato é que a lavagem retal minimiza o risco de constrangimentos pela eliminação de restos fecais durante o sexo anal, faz com que você se sinta mais limpo e te deixa livre de grilos e preocupações e focado no realmente interessa: o seu prazer.

Como fazer chuca

Existem várias maneiras de fazer a chuca, mas a técnica exige cuidados, pois caso seja feita da forma incorreta, pode trazer danos para a saúde.

Neste post, vamos ensinar como fazer a chuca corretamente para que você possa usufruir de um sexo mais limpo e prazeroso.

Como fazer a chuca usando o chuveirinho

Esse é o método mais comum, porém menos aconselhado pelos médicos, pois é difícil controlar a quantidade de água que entra, o que pode causar lesões.

Primeiramente, remova a biqueira do chuveirinho e deixe apenas a mangueira. Aplique um pouco de lubrificante no ânus, abra as pernas e fique na posição fecal (agachado ou sentado, suspendendo um pouco as pernas) para então colocar o chuveirinho. Basta colocar a ponta da mangueira na entrada do ânus, e introduzir bem pouco, apenas para que a água não vaze. Não é preciso introduzir o chuveirinho no reto.

Abra o chuveiro bem pouco, para que a água entre pelo ânus até que você se sinta levemente “cheia”. Em seguida, feche a torneira, remova o chuveirinho e deixe a água sair. Repita o procedimento até que a água saia limpa.

Atenção! A pressão da água deve estar fraca para evitar que uma quantidade grande entre no corpo e o procedimento nunca deve ultrapassar um minuto. Quanto à temperatura da água, dê preferência à água morna, que relaxa a musculatura, e evite o uso de água clorada, que pode prejudicar a flora intestinal.

Como fazer a chuca com uma seringa auricular

Outra forma de fazer a chuca é usando uma seringa auricular. É um método bem simples e essa seringa pode ser encontrada em qualquer farmácia.

Ao comprar a seringa, provavelmente ela virá com um líquido que pode ser utilizado na limpeza, ou senão você também poderá utilizar água na quantidade de uma medida da seringa.

Fique em posição fecal, aplique um pouco de lubrificante no ânus e na ponta da seringa para evitar lesões, introduza a ponta da seringa no ânus e injete o conteúdo líquido. Após a aplicação do produto, você deve se sentar no vaso sanitário para que os resíduos sejam expelidos e finalizar a sua chuca.

Como fazer a chuca com algodão

De todas as maneiras de fazer a chuca, a técnica do algodão ou lenço umedecido é a mais simples e prática, já que pode ser feita a qualquer hora e em qualquer lugar.

Para fazer, abra as pernas, fique em posição fecal e insira delicadamente o algodão ou o lenço no ânus com a ajuda de um ou dois dedos.

Uma vez com os dedos introduzidos, faça leves movimentos circulares para limpar toda a região, tomando cuidado para não lesionar a área e remova o algodão.

Para aplicar essa técnica é imprescindível estar com as unhas bem aparadas e limpas, a fim de evitar lesões e possíveis infecções. Além disso, umedeça o algodão ou lenço apenas com água. Loções, sabonetes e outros cosméticos não devem ser utilizados, pois podem causar irritações na mucosa do reto ou eliminar a flora natural da região.

Como fazer a chuca utilizando o kit para enema

Além das três técnicas citadas neste post, ainda é possível fazer a chuca com os kits para enema, vendidos em farmácias. São produtos especializados e seguros para essa prática e existem vários tipos, mas todos com o mesmo princípio, inserir uma quantidade certa de água pelo ânus e depois expeli-la.

Produtos específicos para fazer a chuca também podem ser encontrados em sex shops. Geralmente, são bombas de borracha fáceis de manusear e que coletam e despejam a quantidade certa de liquido na cavidade anal.

Esses produtos são melhores do que chuveirinho, por exemplo, já que permite um maior controle da quantidade de água a ser introduzida.

A importância de fazer a chuca corretamente

Independente da técnica escolhida é importante ficar atento para aplicar o procedimento da forma correta e não cometer erros.

Fazer a chuca incorretamente pode trazer prejuízos à saúde, tais como lesões internas, intestino viciado (quando a pessoa passa a evacuar somente usando a técnica), ou ainda provocar evacuação ou liberação de água durante a penetração.

Além disso, o procedimento é importante, pois diminui o risco de transmissão de várias doenças, não apenas as venéreas, já que o intestino humano contém cerca de 1,2 mil tipos de vírus e aproximadamente 500 bactérias.

Por fim, sempre faça a chuca com no máximo 4 horas antes da relação sexual e no dia que em que fizer o procedimento, priorize uma alimentação leve. Assim, ao fazer a chuca, você garante a saúde do intestino e tem um sexo anal mais prazeroso e livre de preocupações.

Qual das técnicas para fazer a chuca é mais efetiva para você? Você já conhecia esses métodos? Deixe sua opinião nos comentários!


Compartilhe!
  • 5
  •  
  •  
  •  
  •  
    5
    Shares

Fazer comentário

Clique aqui para postar um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

História de amor

Acompanhe nossas dicas!