Início » Todos os posts » Sexualidade » Como conversar com seus pais sobre sexo; confira dicas

Como conversar com seus pais sobre sexo; confira dicas

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Ok, a época do “Mãe, de onde vêm os bebês?” já passou. É hora de outro tipo de conversa. Dos 12 aos 15 anos, o desejo sexual começa a aflorar nos adolescentes. Os olhares para as meninas mudam e as primeiras ereções surgem. Os namoricos e trocas de carícias também entram em cena.

A cabeça está cheia de dúvidas, mesmo com muitas informações, na maior parte obtidas com os amigos e/ou o Google. Então, é hora de falar sobre prevenção, uso de camisinha e anticoncepcionais, para evitar gravidez e doenças. Mas como conversar com seus pais sobre sexo?

Quando as cegonhas já não bastam para as explicações e o tabu ainda reina nos lares da maioria dos adolescentes e jovens quando o assunto é sexualidade, o que fazer para quebrar o gelo?

A resposta: não existe uma resposta padrão para todos os casos, pois muito depende do tipo de aproximação que você tem com os seus familiares.

Porém, se a ideia é começar um “papo cabeça”, pelo menos escolha um momento mais tranquilo na rotina deles.

Foto: Clicbs/Reprodução
Foto: Clicbs/Reprodução

Não adianta querer chegar à queima-roupa dizendo “Mãe, tira uma dúvida sobre gravidez” logo quando ela vem estressada do trabalho ou está de saída para um compromisso.

E conto ou não conto sobre a primeira vez? Depende… Se você for muito próxima dos seus pais e achar que deve compartilhar TUDO com eles, pode se sentir melhor contando sobre uma fase importante da sua vida. Mas, é claro, vai ter sermão! Afinal, vocês não são bff, e sim pais e filha.

Basta se colocar no lugar deles imaginando a ideia da filhinha, que até ontem era praticamente um bebê, tendo relações sexuais. Não é algo muito agradável, concorda? Caso não esteja em um relacionamento sério ou seja novinha demais, pior ainda…

Foto: Portal Nó de Gravata/Reprodução
Foto: Portal Nó de Gravata/Reprodução

Dicas práticas e considerações sobre como conversar com seus pais a respeito de sexo:

• Seja direto (a), vá logo ao ponto da sua dúvida, toque no assunto sem rodeios.

• É difícil falar? Escreva cartas para começar o papo… Costuma funcionar para muita gente. Exponha seus sentimentos e anseios, assim poderá dar margem para uma conversa cara a cara.

• Use aplicativos de mensagens para indicar que precisa conversar e tirar umas dúvidas. No impulso do App, você não tem como voltar atrás no pedido de “reunião especial”. Isto é, escreveu ali, e pronto! Já foi… Depois, é só respirar fundo e falar.

• Caso prefira, conte com ajuda de um parente mais próximo, um adulto mais chegado, que possa facilitar o diálogo para começar.

• Lembre-se que, geralmente, cabe à mãe falar com a filha sobre sexo, enquanto o pai tem a missão de dar aos meninos as primeiras orientações na área. Porém, em alguns lares, isso pode funcionar diferente ou, ainda, não ficar muito claro.

Se o casal não tem um diálogo sobre o assunto, provavelmente, os filhos não serão bem-informados.

• Tenha em mente que, assim como para você, pode não ser fácil para eles também. Seus pais são de outro tempo e nem sempre eles receberam uma boa educação sexual quando jovens – se é que receberam.

• Aproveite as atividades da escola para iniciar a conversa. Na maioria das casas, esse diálogo não acontece, mas com o incentivo na sala de aula, você pode usar as informações que aprendeu para quebrar o gelo.

Por exemplo: o menino aprendeu a usar a camisinha; enquanto a menina ouviu a professora falar sobre gravidez, etc.

• Pesquisas em livros, internet e programas de tevê também servem de material para conversas com a família sobre sexualidade e sexo.

O importante é buscar conteúdo adequado, com boa procedência, e trazer o diálogo para dentro de casa. Em vez de focar naqueles papinhos com colegas, que nem sempre sabem do que estão falando ou exageram um pouco nos fatos.

As ideias precisam ser discutidas e multiplicadas de forma correta e objetiva. Com certeza, no futuro, quando forem pais, os jovens de hoje terão a oportunidade de conversar melhor, mais abertamente, com seus filhos.

E cientes do que dizer – e como dizer – o que deve ou não ser feito em matéria de sexo seguro e sexualidade, principalmente na famosa primeira vez.

Boa conversa e até breve!


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
História de amor

Acompanhe nossas dicas!