Início » Todos os posts » Sexualidade » Bolinha tailandesa: arte milenar de promover o orgasmo, e sair da rotina

Bolinha tailandesa: arte milenar de promover o orgasmo, e sair da rotina

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Bolinha tailandesa

Quando o sexo fica monótono, é hora de usar a criatividade para deixar o relacionamento mais satisfatório e divertido. O bom é que hoje existem diversos brinquedinhos com esta e outras finalidades. A bolinha tailandesa é um deles.

Na realidade, não se trata de somente uma bolinha, mas várias delas, ligadas por um fio.

Bastam 15 minutos de uso da bolinha tailandesa por dia para fortalecer os chamados músculos do assoalho pélvico.

Acha pouco tempo? Pois saiba que esse tipo de disciplina íntima pode ser o suficiente para aumentar a duração e a intensidade, principalmente do orgasmo feminino. Há quem diga que a técnica, feita com frequência, consegue até mudar a forma como o gozo acontece.

Ficou animada? Saiba que esse segredinho já faz parte da vida de muitos casais – e solteiros também.

Na verdade, a bolinha tailandesa nem chega a ser uma novidade para muita gente. Ao contrário, é uma técnica antiga que promete clímax incrível, mas que só agora vem ganhando popularidade.

Uma das funções do objeto é fortalecer os músculos mais íntimos em um nível que ninguém conseguiria mesmo que passasse o dia todo na academia malhando pesado, por exemplo.

Outro ponto positivo do brinquedinho sexual é sua facilidade de uso, permitindo praticar os exercícios em casa. O que é feito inserindo a bolinha tailandesa na vagina ou ânus, com a promessa de mais prazer na hora H.

Para os iniciantes, a dica é começar pelos modelos leves e pequenos, que são mais fáceis de manusear.

As bolas podem ser colocadas a qualquer momento, permitindo que a pessoa possa realizar suas tarefas diárias normalmente. Isso inclui caminhar, correr, trabalhar, malhar, nadar e até fazer sexo, entre outras.

Há relatos de uso das bolinhas tailandesas com benefícios para a saúde, porque elas lembram os exercícios de Kegel, sendo, portanto, bons recursos para aumentar a elasticidade vaginal e melhorar o controle da bexiga.

E ainda: pesquisa divulgada no British Journal of Urology International indica que atividades que trabalham o assoalho pélvico são capazes de auxiliar também os homens que procuram soluções para os problemas de ereção.

Como funciona a bolinha tailandesa

Existem inúmeros modelos, cores e tamanhos de bolinha tailandesa. Algumas delas são feitas com um cordão de silicone e cinco bolinhas plásticas, com uma argola na extremidade para facilitar o uso do produto.

Os materiais da bolinha tailandesa variam também entre metal, plástico, vidro e látex. E a indústria de brinquedos sexuais não para de inventar novos itens e texturas a cada dia. Tudo para atender às necessidades e gostos dos mais variados públicos.

Para promover a excitação do ânus ou vagina, basta inserir a peça delicadamente em movimentos aleatórios, introduzindo uma bola de cada vez e puxando-as devagar pela argola.

O resultado é uma massagem agradável e excitante na musculatura interna, além da intensificação do orgasmo.

Uma das sugestões de uso é aproveitar a bolinha tailandesa minutos antes do sexo anal, já que a musculatura do ânus fica mais relaxada e, portanto, o desconforto pode diminuir bastante.

Entenda melhor para que serve a bolinha tailandesa

Embora o brinquedo erótico possa proporcionar vários benefícios, ainda existe tabu em relação a ele. A bolinha tailandesa é mal interpretada e subestimada por muitos.

A técnica surgiu na Índia há mais de três mil anos e, com o passar do tempo, foi sendo divulgada e aperfeiçoada em países como Japão e Tailândia.

Então, procurando um jeito de deixar os músculos vaginais tonificados e ainda aumentar o prazer sexual? A bolinha tailandesa pode ser o que falta para deixar seu orgasmo como seu parceiro nunca viu (e você nunca sentiu). Que tal experimentar? Fica a dica!

Até o próximo post…


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Fazer comentário

Clique aqui para postar um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

História de amor

Acompanhe nossas dicas!