Início » Sexualidade » Anal giratório: Saiba o que é, e como fazer

Anal giratório: Saiba o que é, e como fazer

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A escrita está correta: é anal giratório mesmo o que você leu. Se nunca ouviu falar a respeito, o artigo de hoje poderá ajudar a aumentar seus conhecimentos sexuais. Mas saiba que você não está sozinho – a prática ainda não é muito conhecida no Brasil. É o que dizem.

Basicamente, o anal giratório é feito posicionando o ânus da parceira (ou parceiro, se for o caso) a sobre o pênis de maneira que consiga fazer movimentos livres de rotação com o corpo todo. Isto é, vai girando em círculos.

Anal giratório

A pessoa fica encaixada no ‘eixo vertical’ em uma altura que seja confortável e, ao mesmo tempo, proporcione prazer. Ou seja, o passivo gira em torno do ativo, que está deitado em uma superfície estável.

Pronto, está explicado. Acabou o post? Não! Tem mais… e curiosidades sobre o tema.

Se, para muitos, o anal giratório ainda é desconhecido, outros gostam tanto da modalidade que compram até uma cadeira especial para exercitá-la.

Provavelmente, são as pessoas em nível adiantado da coisa, aquelas que dominam diversas categorias de anal giratório. Sim, leitor, existem configurações variadas. Confira uma delas:

O ativo gira em torno do passivo

Nela, ocorre o contrário da primeira, citada lá no começo do post, o “basicão” do anal giratório.

Anal giratório

Aqui, o passivo está deitado confortavelmente com o ânus para cima. Então, o ativo fica de pé para penetrar o parceiro. Ele estica a pélvis em cima das nádegas do passivo, flexionando os joelhos e esticando um pouco os pés.

Assim, deverá mexer o corpo circularmente, utilizando as palmas da mão para manter o equilíbrio e facilitar a mobilidade durante o giro.

Há até controvérsias. Alguns afirmam que este seria o verdadeiro anal giratório. Mas, no momento isso não vem ao caso.

Como o anal giratório começou a ser divulgado? De onde veio?

Fui pesquisar, ver se encontrava alguma tese, estudo científico, e-book, resenha, tutorial, qualquer coisa, para me auxiliar nesta missão.

“Deu na mídia”… Diz a lenda, que canais de comunicação noticiaram imagens de anúncios (daqueles vistos em postes de iluminação e orelhões que ainda existem por aí) de garotas de programa fazendo a publicidade de seus serviços.

Até então, nada fora do padrão da propaganda da categoria, exceto por um detalhe: os cartazes citavam um, digamos, misterioso anal giratório, uma espécie de plus para os clientes. Como se fosse um diferencial para chamar atenção em meio à concorrência, sabe?

E muita gente, cliente ou não, começou a olhar os anúncios e se perguntar o que afinal seria um anal giratório.

Os fãs de novas posições sexuais então… ficaram para lá de empolgados em descobrir do que se tratava.

Portanto, tudo indica que, pelo menos a expressão, tenha sido criada pelas marqueteiras da cama.

Digo que “pelo menos a expressão”, pois não dá para eu afirmar se a prática já não existia desde a Roma Antiga, por exemplo, mas com outro nome, sei lá… Parece que o povo era animado naquela época.

Mas, vamos combinar, mesmo que não tenham sido as profissionais do sexo as criadoras da nomenclatura, elas ajudaram a popularizar a prática. E simplesmente colocando o termo anal giratório em um pedaço de papel. Sem contar a prática, é claro.

Então, entendeu o que é o anal giratório? Para quem é estreante ou não, é bom lembrar que, seja qual for a configuração do sexo anal, é importante usar lubrificante à base de água e preservativo.

Nos casos do artigo de hoje, é necessário bastante produto para ter a lubrificação que as posições pedem.

Fica a dica! Até a próxima…


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Fazer comentário

Clique aqui para postar um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

História de amor

Acompanhe nossas dicas!